Infoprodutos: um guia

Existem várias formas de empreender hoje em dia. A tecnologia influencia diretamente as nossas vidas todos os dias. Você não precisa mais nem sair de casa para ter um produto, sabia?

Esquece toda aquela burocracia de registro, papelada, maquinário industrial etc. Aqui é tudo facilitado, e com lucro imediato!

Sabe qual é o nome disso? Eu te digo: infoproduto.

A revolução da internet. Se você tem uma habilidade, é possível compartilhar com o mundo em forma de curso, que tal? Seu empenho não pode ser descartado, hein? É ele que vai determinar o seu sucesso ou fracasso.

E a gente não quer que dê nada errado, não é mesmo?

– Mas, o que é esse tal de infoproduto?

São produtos. Isso, produtos!

Mas claro, digitais. Eles chegaram para facilitar a vida de todos, do produtor ao consumidor.

Há várias formas estratégicas de se criar e vender um infoproduto lucrando muito, calma a gente vai aprender sobre esse universo aqui mesmo.

É interessante criar um produto digital que resolva problemas da sua audiência. Um facilitador de tarefas. E que tal vender esses infoprodutos através do Marketing de Conteúdo ?

 É perfeitamente possível e rentável, e já abordamos isso aqui no site.

– Os principais tipos de infoprodutos

Há uma infinidade de tipos de infoprodutos na web, vamos falar aqui dos principais – e claro os mais rentáveis.

Para começar, a gente precisa falar dos dois mais queridos de todo mundo. Os ebooks e os cursos online são os produtos digitais mais vendidos atualmente.

Sim, meu caro leitor, e gira muita grana, viu?

Livro digital, ou ebook, é o infoproduto mais fácil de ser criado. E claro, com distribuição mais fácil ainda, eu diria instantânea – já que é pela web.

Veja aqui a lista de ebooks mais vendidos pela Hotmart.

Você vai precisar apenas de um editor de texto como Word, Google Docs ou Libre Office (software livre) para escrever.

Ebook sobre infoprodutos

Depois, basta salvar em formato PDF e/ou ePub, hospedar e comercializar. Vale ressaltar que os ebooks não precisam de uma arte gráfica rebuscada, e sim algo simples e visual.

Também é importante dizer que a maioria dos produtores de conteúdo fornecem ebooks de valor para o seu público como uma isca digital. Você dá um conteúdo para a sua audiência em troca de seus contatos, e assim você estabelece uma lista de pessoas que se interessam pelo seu produto.

É lá que você vai tentar converter, com uma comunicação contínua e de valor.

Curso online é o mesmo que diz o nome, é um curso online. Você tem uma habilidade? Quer compor um curso e ganhar dinheiro com isso? Então invista em um curso online.

Ele é um pouco mais complexo de ser estruturado, mas não é um bicho de sete cabeças, tenho certeza que você vai conseguir com as nossas dicas.

Dentro dos cursos é possível encontrar vídeo aulas, ebooks, screencasts (gravações da sua tela) e até áudio books. Como citado anteriormente, o ebook é utilizado para “fisgar” clientes que se interessam por um determinado curso. O curso demanda um investimento financeiro bem maior que ebooks.

Conhece o programa para membros?

Então eu vou te explicar o que é. Eles são clubes restritos onde conteúdos exclusivos são disponibilizados para quem assina. Dentro dessa plataforma são disponibilizados arquivos em formato de vídeo, texto ou áudio.

Também temos como infoprodutos populares os podcasts e os audiobooks, que não se diferenciam muito. Mas a diferença é que o podcast serve mais para a prática de Marketing de Conteúdo. Já o audiobook é utilizado de forma mais comercial.

O trecho a seguir foi publicado originalmente no site do meu cliente Xdevs.

Vale a pena ter um infoproduto?

COM CERTEZA! Veja os quatro motivos para começar agora o seu.

1- O seu infoproduto cria asas. O que significa isso? Quer dizer que talvez você nunca mais precise tocar nele, apenas para fazer alguns ajustes ou atualizar. Uma vez criado e hospedado ele cria asas e voa sozinho, vende-se de maneira ilimitada.

2- Produção barata e venda rentável. É certo que alguns infoprodutos são mais complexos que outros e por isso demandam mais investimento e tempo, como o curso online. Mas temos os e-books e os podcasts que como vimos são simples de produzir e vender.

3- Vender sem parar. As lojas virtuais não fecham, por isso você vai poder ganhar dinheiro vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana – mesmo que seja feriado ou fim de semana.

4- Logística. Você precisa se preocupar apenas com uma pequena comissão que precisa ceder ao local que vai vender seu produto. O resto é automático, como a cobrança, o retorno e a entrega do material ao consumidor final.

– Como criar um infoproduto? Passo a passo simplificado

Você quer criar o seu próprio infoproduto?

É possível, acompanhe alguns passos aqui abaixo para entender melhor a mecânica do negócio.

Passo 1 – Escolha o seu assunto para ensinar

Essa parte já deve estar praticamente pronta, já que você sabe exatamente sobre o que vai falar. A sua habilidade deve prevalecer aqui.

É o tópico que você tem mais afinidade e também você precisa se perguntar se esse assunto é relevante para o seu público. Acredite, muitos assuntos são relevantes, e há alguns que ainda não foram completamente explorados.

Passo 2 – Qual infoproduto escolher para produzir?

Já com o tema escolhido, o próximo passo e entender qual é a maneira mais certeira de entrar em contato com o seu público para vender. Aqui vale a pena pesquisar muito sobre quem vai se beneficiar com o seu tema. Será que esse público se identifica com um determinado formato?

O quanto esse assunto já foi abordado e sua audiência o conhece.

Vamos aqui incrementar e já colocar mais uma atividade: pesquisar sobre o que já foi feito entorno do assunto. Procure cursos similares, ebooks, audiobooks etc. Dessa maneira você vai saber se há concorrentes, e como eles estão atuando.

Visitar os blogs e sites desses produtores é importantíssimo para se inteirar do que tá rolando pela web sobre isso.

Passo 3 – Entregue conteúdo de valor

Esse é um dos passos mais importantes, mas não só para essa etapa. Para criar uma boa afinidade, identificação e confiabilidade com o seu público, você precisa entregar conteúdo de valor.

Fazer algo só por fazer não vale a pena. O seu produto precisa resolver o problema de alguém, é dessa forma que você vai conquistar os seus leads e converter vendas.

Passo 4 – Visual

Sim, um produto é julgado pela capa. Imediatamente.

Produza também uma landing page bonita, que encante quem acessá-la. O internauta vai ficar tão maravilhado que vai querer saber mais, chame atenção.

Caso você não saiba muito sobre design e design gráfico, invista em um profissional. Vai por mim, vale a pena.

Passo 5 – Hospedagem

Agora que o seu produto está praticamente pronto, você precisa hospedar em alguma plataforma. É a maneira mais simplificada de vender, vencidas algumas burocracias o dinheiro vai entrar automaticamente para você. Que maravilha!

Vamos abordar sobre as plataformas de infoprodutos logo abaixo.

– Melhores plataformas para infoprodutos

Qual é a melhor plataforma para hospedar o seu infoproduto?

Vamos abordar nesse artigo as mais conhecidas e mais utilizadas aqui no Brasil. Há três.

A maioria dos produtores trabalha com a Eduzz, com a Hotmart e com a Monetizze.

A Hotmart foi a ferramenta pioneira, e logo após chegaram as outras, a Eduzz e a Monetizze. Mas eu diria, por experiência própria, que nenhuma é melhor do que a outra.

A diferença fica mesmo na porcentagem do valor de cada venda que fica para a plataforma.

Ao vender um produto digital nas plataformas, você paga 10% do valor para a Hotmart e para a Monetizze, enquanto que a Eduzz fica com 5% de cada venda.

Levando em consideração o lucro, a Eduzz sai na frente. Mas quando você estiver ganhando os seus seis ou sete dígitos, isso não vai fazer muita diferença, já que você pode estar presente nas três plataformas ao mesmo tempo.

– Como gerar audiência para o seu infoproduto? Conheça as estratégias de Marketing mais utilizadas por produtores.

Para gerar audiência para o seu infoproduto você precisa seguir um determinado comportamento de alimentação.

Primeiro você precisa criar o seu público. Basta criar perfis em redes sociais, sites, e criar conteúdo. O mais importante é atrair atenção e fazer com que o público torne-se fiel ao seu produto.

A medida em que a sua audiência cresce, mais importância você e o seu produto ganham. Após um determinado momento, a prática de venda torna-se mais facilitada.

Segundo, dê informação ao seu público, principalmente sobre o seu produto. É aquela conversa sobre alimentação que a gente já tinha falado no parágrafo acima.

Lançamento e acompanhamento. Chegou a hora de lançar o seu produto, você já tem uma audiência fiel a você e pode vender com mais facilidade. Mas não adianta somente lançar, você precisa acompanhar.

Há várias ferramentas que te oferecem métricas de acompanhamento, para sites o mais utilizado é o Google Analytics, que inclusive é gratuito.

As estratégias é vendas são:

– Tenha uma boa landing page

Ela precisa estar preparada para converter o máximo de pessoas possível.

– Foque em redes sociais

É onde a maioria de pessoas está. Não deixe de divulgar o seu produto lá também.

– Tenha um site e blog

É importante que você tenha um espaço só para chamar de seu. Você pode, neste espaço, escrever posts exclusivamente sobre o seu produto; Colocar banners e links que apontam diretamente para a página de vendas do seu produto.

– E-mail marketing é bom

Inclua ofertas sobre o seu produto de forma períodica para que seu público se acostume com seu contúdo e sinta vontade de comprar o seu produto.

– Afiliados

É uma boa forma de vender também. Vamos abordar mais minuciosamente em um outro artigo. Mas para entender, os afiliados são quem indicam o seu produto através de um link fornecido quando ele se afilia ao seu produto.

A cada venda por essa indicação ele ganha uma comissão em cima da sua negociação.

Há quem apenas cria o produto, hospeda na plataforma e vende através dos afiliados.

SEO é muito importante

Segmentar SEMPRE por palavras chave é importante. Você precisa focar para que o tiro seja certeiro, para que assim a conversão seja feita de forma mais fácil.

O seu primeiro infoproduto

Achou legal e resolveu criar o seu próprio produto? Ah, está sem ideias?

Muita calma nessa hora, aqui vai um ebook com uma exclusiva lista de ideias, aproveita. Clica aqui.

– Conclusão

Infoprodutos são uma excelente oportunidade de fazer uma renda extra com uma habilidade sua. De repente até fazer disso uma atividade profissional, só vai depender do seu desejo e de você.

Vimos uma lista grande de possibilidades, aproveite!

– Bônus: Segredos para ganhar dinheiro com o seu infoproduto

É preciso ter paciência

Criar um produto digital não é algo fácil, por isso é preciso de um pouco de paciência para que a sua criação dê algum resultado. O negócio é a médio-longo prazo, mas uma hora vai chegar.

– Defina seus objetivos

Crie objetivos claros para onde quer chegar. Existe um determinado tempo que não há mais para onde ir, e talvez seja a hora de você optar por um caminho diferente, seja na hora da divulgação ou na resolução de problemas.

– Diversificar é bom

Talvez atacar um nicho diferente seja uma alternativa para uma baixa temporada de vendas, levando em consideração o seu nicho, o lugar que você pertence.

– O valor para o público

Essa é a mais valiosa dica para diversos subtemas no Marketing de Conteúdo. Não adianta nada fazer algo por fazer, faça direito e obtenha os seus resultados. Para a vida!

– Acompanhamento e ajuste

Não basta só lançar e vender, é preciso acompanhar e melhorar sempre que possível, incrementando sempre o seu produto para que a satisfação do cliente fique sempre em alta.

E aí, gostou do artigo? Comenta aí o que achou, terei a maior satisfação em te responder.

Volte sempre e até logo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *