Nicho de Mercado: entenda o que é e a importância de escolher um

A tarefa de ser produtor de conteúdo não é tão fácil quanto parece. Não basta apenas sair por aí escrevendo sobre qualquer assunto, ou vários assuntos no seu site. É importante escolher um nicho de mercado para atuar.

É dessa maneira que você vai aprofundar o conteúdo do seu site, tornando-se especialista e entregando conteúdo de valor para a sua audiência.

Neste artigo vamos abordar os seguintes tópicos:

– O que é nicho de mercado?

– A importância de definir o seu nicho de atuação

– Como definir um nicho de mercado?

– Segmentação de mercado: o que é e quais são os tipos?

– Você como autoridade no seu nicho de atuação

Para começar com o pé direito a gente precisa entender o ponto inicial deste artigo, dando assim um norte para entender o que vem pela frente.

Muito importante para o Marketing de Conteúdo , a escolha ou definição do nicho está diretamente ligada com a otimização do seu negócio.

Então vamos ao que interessa!

O que é nicho de mercado?

Nicho de mercado é um grupo de pessoas com interesses e dores semelhantes. Essa é a definição mais simplificada possível.

Mas calma, nicho de mercado e segmento de mercado são coisas completamente diferentes, e vamos abordar esse assunto um pouco mais a frente.

Um exemplo para entender e fixar o significado de nicho é pensar no esporte. Imagina o esporte como um mercadão. Mas tá um pouco amplo, correto? Muito mesmo, dessa forma não funciona.

Um nicho são pessoas que se interessam por natação. Dentro desse nicho a gente ainda pode aprofundar mais e separar em subnichos, que nesse caso seria pessoas que se interessam por hidroginástica, natação infantil, natação para concursos etc.

Dentro de cada nicho e subnicho que abordamos aqui existem pessoas que têm um perfil específico, com necessidades e anseios próprios – uma persona.

É preciso entender profundamente o seu nicho para que qualquer coisa dê certo.

A importância de definir o seu nicho de atuação

Você NÃO pode ser generalista no Marketing de Conteúdo, NUNCA. É a especialização que vai transformar você em uma autoridade de nicho.

Para explicar melhor: se você fala sobre tudo muita gente vai ver o seu conteúdo. Até aí ok, mas e o relacionamento com a audiência? E as conversões? É nesse ponto que o bicho pega. Porque nem todo mundo se interessa por tudo.

Agora, quando você fala sobre um determinado assunto que a sua audiência está diretamente interessada, a relação torna-se mais fácil. Você aprofunda o assunto de forma responsável e valorosa.

Um especialista vende muito mais do que um generalista, pode ter certeza. A comunicação é mais certeira.

E ainda tem mais benefícios.

Você terá um plano de marketing efetivo. É possível aqui criar um planejamento mais eficiente, já que você vai falar diretamente com a sua persona.

A concorrência cai. À medida em que você se aprofunda e especializa no assunto a concorrência generalista fica para trás. É claro que em muitos lugares a concorrência vai estar, mas a chance de você encontrar um mercado pouco explorado é grande.

O preço quem dita é você. Sendo especialista e autoridade no assunto, você poderá escolher quanto cobrar pelos produtos e serviços, obtendo mais lucros, mesmo com poucas vendas. Sem falar nas parcerias estratégicas que podem ser feitas.

Já viu que você só sai ganhando ao definir um nicho, né? Vamos em frente.

Como definir um nicho de mercado?

Primeiro você precisa saber em qual mercado quer atuar.

A internet é um mundo, meu caro e minha cara. As oportunidades de nicho são intermináveis. Algumas lucrativas, outras nem tanto. O ideal inicialmente é escolher um nicho que você gostaria de atuar, algo que você se identifica.

Mas preste atenção, além de você se identificar, precisa ser um mercado rentável – caso contrário o esforço não vai valer de nada.

Identifique as dores do seu público-alvo

O que falta para as pessoas desse nicho? Quais são as dores do público? Faça um minucioso estudo de mercado, procure em todo lugar que puder sobre informações que agreguem valor ao que você está fazendo.

Google, redes sociais e fóruns online costumam ser boas fontes de informações.

O conhecimento que você tem é suficiente para resolver os problemas da sua audiência? Se a resposta for não, volte uma casa e se aprofunde mais.

Existe demanda para esse nicho? Não adianta nada o nicho ser bonito se não for possível fazer negócio com ele, não é mesmo?

Portanto, é necessário que as pessoas tenham interesse ao que você tem a oferecer.

E por fim, analise minuciosamente a sua concorrência.

Entre nos sites, nos canais do Youtube, veja o que eles estão fazendo e tente fazer melhor. O que você pode melhorar para sair na frente do seu concorrente? É nessa análise que você vai descobrir.

Segmentação de mercado: o que é e quais são os tipos?

A segmentação de mercado é a identificação em um mercado heterogêneo de um determinado grupo de indivíduos, com respostas e preferências semelhantes de produtos.

Dessa forma, a comunicação com o público é feita de maneira mais assertiva com o público, por meio de técnicas de marketing direcionadas.

E quais são os tipos que existem?

– Segmentação geográfica

Essa segmentação é criada baseada na localização dos consumidores, em âmbito local, regional e até global.

Se a sua empresa tem foco em produtos voltados para a região norte do país, não seria uma boa ideia vender para o sul. É assim que é feita essa segmentação.

– Segmentação demográfica

A principal divisão aqui é sobre variáveis comuns.

São elas:

– Idade

– Sexo

– Tamanho da família

– Estágio da vida

– Renda

– Escolaridade

– Ocupação

– Religião

– Raça e Nacionalidade

– Segmentação comportamental

Aqui, é claro, é baseado no comportamento dos usuários.

– Do que os clientes precisam?

– O que eles compram?

– Quando compram?

– Quais benefícios eles buscam?

– Com qual frequência eles buscam o que buscam?

– Segmentação psicográfica

Essa é uma das etapas mais importantes da segmentação.

Visa diretamente o comportamento de acordo com os aspectos psicológicos do comportamento de compra do consumidor.

Cada pessoa tem um estilo de vida e de compra, mas tentar traçar um perfil dessa forma te garante uma largada vantajosa.

– Você como autoridade no seu nicho de atuação

Precisamos ir direto ao ponto aqui.

A criação da autoridade se baseia em três pilares.

Marketing de Conteúdo: é preciso alimentar e nutrir a sua audiência com conteúdo de valor, voltado para a resolução de problemas. E é assim que você vai conseguir tráfego.

– Branding e Benchmark: aqui você vai reforçar a identidade da sua marca e estará sempre em busca de melhorias para o seu negócio observando a concorrência.

– Customer Sucess: é preciso oferecer uma experiência ímpar para o cliente, até mesmo no pós-venda.

Conclusão

Agora você entendeu o que é nicho de mercado, mas ainda é preciso colocar em prática alguns dos tópicos que abordamos aqui.

A dica de ouro é: planeje MUITO! Teste, pesquise, aprimore, olhe a concorrência, veja o que já estão fazendo e o que já está funcionando – é dessa maneira que você vai sair na frente.

Mas e aí, curtiu o artigo? Eu espero que sim. Diz pra mim o que você achou? Comenta aí em baixo.

Até a próxima!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *